Você sonha alto? Você é adepto das ideias de fugir das velhas fórmulas, inovar, não depender de chefes e moldar o futuro com suas próprias ambições? Então você tem um espírito empreendedor!

Se esse é o seu sonho e a ideia de abrir um negócio próprio não sai mais da sua cabeça, é preciso começar a pavimentar esse caminho, não é?

Você precisa estudar o setor em que planeja investir, conhecer os percalços do caminho e as trilhas a serem seguidas, desvendar a burocracia envolvida e descobrir exatamente como e onde investir.

É preciso que fique claro que os primeiros passos devem ser no sentido de conquistar o conhecimento! E alguns desses passos você pode tomar aqui, com a gente.

Por exemplo, antes de começar a investir, você precisa buscar as respostas para duas perguntas essenciais:

  • Onde abrir meu próprio negócio?
  • Como abrir uma empresa?

Essas respostas vão depender do lugar onde você está, do tamanho das suas ambições, do setor que você deseja investir a até da sua personalidade. Por isso, não vamos te dar respostas mastigadas, mágicas e prontas para usar!

O que nós podemos fazer é te ajudar a responder essas perguntas por si mesmo. Esse tipo de atitude é o que melhor representa o espírito empreendedor.

Confira nossas dicas, veja quais são os processos burocráticos e quais os documentos para abrir uma empresa, e dê os primeiros passos na sua carreira de empreendedor aqui com a gente!

Conheça a si mesmo

É preciso ter muito conhecimento do ambiente, do setor e do mercado financeiro para realmente empreender. No entanto, o primeiro passo para abrir seu próprio negócio começa muito mais perto: Dentro de você mesmo.

Você precisa conhecer suas intenções, suas limitações e seus pontos fortes.

Afinal, o caminho para se tornar um empreendedor é um processo que requer muito foco e determinação. Você deve estar preparado para enfrentar situações adversas, lidar com possíveis perdas e saber contornar problemas.

É preciso estar preparado para para não se deixar abater caso seu negócio não supra as suas expectativas em um primeiro momento. Pelo contrário, se isso acontecer, um bom empreendedor vai aprender com seus erros e buscará replanejar, reorganizar e sair por cima mesmo nos seus piores momentos.

Por isso, pergunte a si mesmo se você está disposto e preparado para isso. Se a resposta for sim, seu próximo objetivo é adquirir conhecimento. 

Não é difícil encontrar cursos e tutoriais dando dicas de gestão e orientações de planejamento financeiro. Qualifique-se para iniciar o seu negócio, agregando o máximo de conhecimento que conseguir.

É importante considerar que consultorias sempre podem ser muito úteis para o seu negócio, mas o que você conseguir resolver sozinho, aumentando seus conhecimento, pode te ajudar a economizar esse dinheiro.

Contar com um bom sistema de gestão também pode ajudar em todos esses pontos, reduzir os problemas e ainda te deixar mais preparado para lidar com situações adversas. Lembre que um bom sistema pode te ajudar a tomar as melhores decisões.

Onde abrir meu negócio? Conheça o mercado

Depois de conhecer a si mesmo, você passa para a próxima etapa do empreendedorismo: conhecer o mercado em que você pretende investir.

Você precisa conhecer muito bem as dificuldades do setor, o que o seu produto vai trazer de diferente, quem deve ser seu público-alvo e que tipo de atuação sua concorrência faz.

A partir dessas informações, você pode começar a planejar onde abrir sua empresa.

Conhecendo o setor

O primeiro passo é abrangente. Para abrir seu próprio negócio, você precisa analisar como está a área do seu investimento. 

Se você pretende abrir uma padaria, por exemplo, pesquise as dificuldades encontradas no mercado de panificação, leia muito sobre o assunto e procure postagens em blogs sobre isso (temos várias postagens sobre o assunto no nosso blog, inclusive dicas de como abrir uma panificadora). 

Assim você não fará investimentos cegos! Conhecendo o setor, você inclusive evita os erros mais comuns que um gestor pode cometer na área. Isso vale para qualquer setor que você resolva investir.

Conhecendo o seu produto

Para saber onde abrir o seu negócio, você deve primeiro estabelecer qual produto ou serviço vai oferecer. 

Imagino que se você pretende investir, você já tenha uma ideia de produto, não é? Depois de seguir o passo anterior, você vai conhecer o setor e sua ideia estará ainda mais solidificada. Então esta etapa é o momento de polir a pedra bruta da sua ideia e transformá-la em uma jóia para brilhar no mercado em que você pretende investir.

Conhecendo o setor, você pode decidir: o que você vai trazer de diferente? O que seu produto ou serviço vai oferecer de novidade? Afinal, algo que seja simplesmente igual ao que já existe não vai atrair muita atenção, vai?

Mas é importante ter os pés no chão. Não estabeleça uma ideia de produto muito surreal: inovar é preciso, sim, mas também é importante que você esteja familiarizado com aquilo que pretende comercializar.

Ao definir qual será o seu negócio, considere a sua experiência de vida e seus gostos pessoais, além do capital que você tem disponível para investimento. A partir disso, você precisa encontrar um lugar onde o seu produto vá ser bem aceito. Então entra o próximo fator:

Conhecendo seus clientes

Não importa o quão excelente seja o serviço ou produto que você está oferecendo, se ele não encontrar consumidores, estará condenado a fracassar. Os clientes são a parte mais importante do seu negócio, pois são eles que garantem o seu sucesso.

Por isso, você precisa descobrir quem é o seu público-alvo. Tendo uma ideia bem clara de qual é o produto que você vai oferecer, você pode definir com mais tranquilidade: para quem você deseja vender?

Responder essa pergunta é essencial para definir onde abrir sua empresa. Se o seu público-alvo é composto apenas por jovens, você pode abrir seu negócio perto de uma universidade, ou mesmo na internet! Ou se o seu público são famílias, sua melhor opção seriam bairros residenciais.

Para ter clareza nessa escolha, faça uma pesquisa regional dos clientes em potencial, por idade, sexo, renda e outros fatores que podem ser importantes. 

Descubra o que eles procuram para oferecer soluções que vão atender diretamente essa demanda. Conheça os seus gostos e necessidades e, enfim, estabeleça uma conexão entre eles e o seu produto, para que o seu negócio seja atraente aos seus olhos – e esteja instalado no lugar certo!

Conhecendo sua concorrência

O último passo para definir o seu “onde” é saber com quem você está competindo. Imagine que você tem um bom produto e tem clientes para manter o seu negócio. No entanto, o número de concorrentes oferecendo um produto similar é grande. E agora?

Por isso, você precisa conhecer a concorrência. Primeiro, descubra onde eles estão e, se acreditar que eles podem ser um problema, instale sua empresa em um lugar mais distante, para não criar uma competição tão direta.

Caso isso não seja suficiente, você pode descobrir mais sobre eles. Conheça seus métodos de trabalho, as estratégias que usam para atrair os clientes e a qualidade do serviço prestado. Com essas informações você pode direcionar seu esforço em estratégias para fazer ainda melhor.

Seja através do atendimento mais pessoal ou de preços mais acessíveis, por exemplo, você precisa criar um diferencial para que seus clientes escolham o seu produto e não o da concorrência.

Mas é importante lembrar: Mais do que ser melhor do que os outros, o objetivo da sua empresa deve ser sempre ser a melhor versão possível! Assim você garante que sempre estará crescendo.

Como abrir meu próprio negócio? Os processos burocráticos

Como e onde abrir o seu negócio? | Habil Empresarial

Assim que você tiver tudo isso planejado, é hora de passar pelos processos burocráticos de abertura de empresa!

O primeiro passo é descobrir em qual categoria você se encaixa. Empreendedores iniciantes geralmente começam como Microempreendedores Individuais (MEI) ou Microempresas (ME).

MEIs são aqueles empreendedores que lucram até R$ 81.000 ao ano, ou R$ 6.750 por mês. Eles não devem ser sócios em outras empresas e não podem ter mais do que um funcionário contratado.

Os documentos para abrir uma empresa MEI são: RG, Declaração de Imposto de Renda ou Título de Eleitor, endereço residencial e dados de contato. Além disso, é preciso apresentar os dados do seu negócio (como endereço e tipo de atividade exercida). Por último, é necessário ter um cadastro no Portal de Serviços do Governo Federal. Para fazer isso, é só acessar o link é preencher com seus dados.

Com esses documentos e cadastros, você deve acessar o Portal do Empreendedor, clicar no botão Formalize-se e seguir as instruções indicadas. Você receberá um CNPJ automaticamente, contará com vários benefícios e precisará pagar uma taxa mensal entre R$ 50 e R$ 60.

Microempresas são maiores. São casos em que o faturamento ultrapassa os R$ 81 mil anuais, mas não chega a R$ 360 mil. Nesse caso, as taxas e custos são maiores e dependem do seu faturamento, mas você pode ter sócios e mais colaboradores.

Para abrir uma Microempresa é interessante ter a ajuda de um contador e de um advogado, pois você precisará de um contrato social e de mais planejamento. As obrigações burocráticas são mais complexas e você pode conferir com precisar no nosso blog. Acesse: Como abrir uma microempresa?

Tenha um bom planejamento e cuida da gestão do seu negócio

Descobriu onde e como abrir sua empresa? Então o próximo passo é garantir que ela continue aberta, não é?

Para isso, você precisa de duas coisas: planejamento e gestão! Esses são detalhes centrais para qualquer negócio de sucesso. Não dá para simplesmente andar no escuro com a sua nova empresa, não é?

Planejar é definir metas e estratégias, calcular os custos e possíveis ganhos do seu negócio. Ter um bom planejamento é como ter em mãos o “mapa do tesouro”: você sabe o caminho que deve seguir e conhece os perigos que vai enfrentar.

Fazer uma boa gestão é garantir que sua empresa siga esse caminho e enfrente esses perigos da melhor forma possível. 

Para conquistar os dois objetivos, você precisa de conhecimento. O Hábil Empresarial pode te ajudar também com isso. Confira, em nosso blog: 10 dicas de gestão para empreendedores iniciantes

Aproveite e aprenda mais sobre planejamento: Plano de negócios: Você já fez o seu?

E se você está realmente disposto a aprender tudo para deixar que sua empresa tenha os melhores resultados possíveis, você pode baixar nosso eBook sobre gestão de MEI. Aproveite! É totalmente gratuito.

Como calcular o ROI em sua empresa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *