Entenda as diferenças entre Gestão Estratégica e Planejamento Estratégico

Gestão estratégica e planejamento estratégico são dois termos muito usados no dia a dia de donos de empresas e empreendedores. Mas, você sabia que eles não significam a mesma coisa e que conhecer as diferenças entre esses dois conceitos é muito importante para a boa gestão de um negócio? 

Independentemente se você tem uma pequena ou uma grande empresa, saber como fazer gestão e planejamento estratégicos é fundamental para estabelecer uma rotina mais prática e desenvolver uma equipe de funcionários mais harmoniosa. 

Para ajudar você a entender melhor as diferenças entre planejamento e gestão estratégicos, neste artigo nós mostramos: 

  • o que é gestão estratégica
  • o que é planejamento estratégico
  • quais são as principais diferenças e os desafios envolvendo essas duas áreas.

Continue a leitura e veja como esses dois conceitos ajudam no sucesso do seu negócio!

O que é gestão estratégica

A gestão estratégica tem por objetivo criar e incentivar ações que levam ao sucesso de uma empresa. Para isso, é função da gestão estratégica definir metas, como aumentar os lucros, melhorar o atendimento ou melhorar a imagem da marca. E também fazer a análise de toda a organização para implantar e acompanhar as ações até que todos os objetivos sejam alcançados.

Um dos pilares do planejamento estratégico, pode-se dizer que a gestão estratégica é o gerenciamento de recursos, equipes e rotinas que tem como objetivo levar a empresa a cumprir todas as metas estipuladas para o negócio. 

O que é planejamento estratégico

Já o planejamento estratégico é como um segundo passo: ele é a formalização da gestão estratégica.

Realizado por gestores e equipes, o planejamento estratégico pensa em como colocar em prática as metas criadas pela gestão estratégica.

Sendo assim, o planejamento estratégico é um processo gerencial que diz respeito à formulação de objetivos para a seleção de programas de ação e para sua execução, levando em conta as condições internas e externas da empresa e a evolução esperada do negócio.

Principais diferenças entre planejamento e gestão estratégica  

Como dissemos já no início deste artigo, tanto o planejamento quanto a gestão estratégica são ferramentas importantes para a boa administração de um negócio. E é fundamental entender que as duas práticas, embora distintas, se complementam. 

Abaixo nós listamos algumas das principais diferenças entre planejamento estratégico e gestão estratégica: 

  • a gestão estratégica é feita por gestores e líderes, enquanto o planejamento estratégico envolve administradores e colaboradores de todos os níveis da empresa
  • o planejamento estratégico é um processo gerencial, enquanto a gestão estratégica é um conjunto de técnica de gestão, avaliação e uso de ferramentas que ajudam na tomada de decisões do negócio
  • a gestão estratégica determina metas e objetivos, enquanto o planejamento estratégico cuida de encontrar meios de alcançar tais números tendo como guia sempre a missão, a visão e os valores da empresa. 

Etapas do planejamento estratégico

O planejamento estratégico de uma empresa passa passa por diferentes etapas para a definição de pontos importantes como:

Missão

É o objetivo, a finalidade, mas também o ponto de partida do negócio. Serve de guia para todo o planejamento estratégico.

Visão

É aquilo que a empresa acredita poder se realizar. É para onde a empresa deseja ir. Qual o futuro desejado para o negócio: se alinhar a uma multinacional? ser uma organização com atuação em projetos sociais? São muitas as possibilidades.

Valores

É a cultura da empresa. Os valores de uma negócio são formados pelo conjunto de princípios que a empresa construiu (ou deseja construir) na percepção dos clientes, do mercado e dos seus funcionários ao longo dos anos.

Objetivos 

São a tradução dos  resultados que se pretende atingir com o negócio. É importante que os objetivos de uma empresa sejam mensuráveis, específicos, alcançáveis, realistas e temporais.

Estratégias 

São descritas com base nas análises dos setores, priorizando o objetivo principal da empresa.

É importante ressaltar que uma empresa com um bom plano (ou planejamento) estratégico tem maior facilidade em crescer e ganhar espaço no mercado de forma rápida e sustentável.

As 6 etapas da gestão estratégica 

Para que a gestão estratégia aconteça de forma eficiente, precisa passar por seis etapas fundamentais. São elas:

1. Formulação da estratégia

Nesse primeiro momento é feito o reconhecimento do mercado e são identificados os pontos fortes e os pontos fracos do negócio, os produtos ou os serviços que têm potencial para atrair clientes, o público-alvo e as personas da empresa.

A partir dessas informações, é possível elencar os conceitos do planejamento estratégico.

2. Direcionamento

A segunda etapa do desenvolvimento de uma boa gestão estratégica é o direcionamento. É nesse momento que se define qual caminho a empresa deseja seguir. Ou seja, o que ela realmente vai vender, qual será o valor cobrado por isso, em qual segmento ela irá atuar, como ela irá se destacar.

Esses dados também serão úteis para que as ações sejam definidas no planejamento estratégico.

3. Gerenciamento

Uma vez que a gestão tenha sido formulada e gerenciada, chega o momento de definir metas e indicadores que auxiliem a empresa a saber exatamente até onde ela quer chegar.

Basicamente essa etapa tem como objetivo definir as meta do negócio. Mais do que isso, é nesse momento que devem ser definidos os indicadores para verificar quando as ações colocadas em prática chegarão aos resultados desejados.

4. Alinhamento

Na próxima etapa da gestão estratégia será feito o alinhamento de tudo. É hora de transformar a visão do seu negócio em algo projetado e que possa ser colocado em ação.

Como cada departamento e cada colaborador poderá contribuir para que a meta estabelecida seja atingida? Essa é a pergunta a ser respondida nesta etapa. 

5. Execução de estratégia

Chegou a hora do projeto sair do papel. E quando a gestão estratégica começa a ser colocada em prática é muito importante poder gerar relatórios. Esse tipo de documento é indispensável, pois são a melhor fonte de dados para avaliar se as ações adotadas estão ou não sendo eficientes.

6. Revisão

Esse passo que vem logo depois do planejamento estratégico ser colocado em prática. Nessa etapa, será feita uma análise completa sobre o desempenho da empresa e as ações do planejamento serão avaliadas para verificar os resultados. Com base nisso, poderão ser feitas alterações, para que aumentar a eficácia das ações.

É nesse momento, também, que a empresa irá verificar se as metas foram batidas. Caso isso tenha ocorrido, novas metas serão estabelecidas, com base nas informações geradas.

Após essa etapa o ciclo irá se reiniciar. Afinal de contas, a empresa precisa estar constantemente se atualizando e melhorando seus objetivos para, assim, garantir a competitividade.

Quais são os principais desafios da gestão e do planejamento estratégicos

Diferentes e complementares, planejamento e gestão estratégica têm seus desafios, afinal são conceitos diretamente ligados às ações e ao desempenho das empresas. Abaixo nós listamos alguns dos principais desafios envolvendo essas duas áreas e damos orientações sobre como superá-los: 

Monitoramento

Um dos principais desafios da gestão e do planejamento estratégicos é o monitoramento de resultados. Esse monitoramento é indispensável, tendo em vista que permite uma melhor avaliação da eficácia das ações aplicadas no negócio.

Por isso, é essencial que as empresas disponham de ferramentas de monitoramento. Uma das melhores alternativas são os softwares de gerenciamento, que são sistemas desenvolvidos justamente para essa finalidade.

Sincronia entre colaboradores e equipes

Outro grande desafio para a gestão e o planejamento estratégico é o trabalho conjunto entre colaboradores e equipes.

Para que as ações sejam realmente eficazes, todos precisam trabalhar de forma sincronizada.

E para que isso ocorra, os gestores precisam realizar reuniões e treinamentos periódicos. Assim, todos os funcionários saberão exatamente quais são as metas estabelecidas pela empresa, bem como aquilo que precisa ser feito para que elas se tornem realidade.

Otimização de processos e recursos

Toda empresa precisa ter como uma das suas metas a otimização de recursos e processos. Quando se gasta menos para produzir mais, automaticamente os resultados melhoram. E isso ajuda a tornar o negócio menos vulnerável a momentos de crise.

Para que isso aconteça, é preciso identificar quais são os gastos e operações desnecessários e, assim, eliminá-los. 

Implantação de soluções para otimizar a gestão e o planejamento estratégico

Muitos donos de negócios e empreendedores ainda relutam em implantar soluções que otimizam a gestão e o planejamento estratégico. Isso é um erro, principalmente quando se considera essas duas áreas os grandes pilares que sustentam qualquer empresa. E para se manter competitivo no mercado, é preciso investir em melhorias envolvendo cada uma delas.

Muitos donos consideram inviável esse tipo de investimento, pois acreditam que o custo nesse caso é bastante elevado. No entanto, é preciso levar em conta o retorno que esse investimento é capaz de proporcionar no longo prazo.

Apesar do investimento inicial ser maior, a economia que essas soluções podem gerar, bem como as melhorias que elas proporcionam, gerando mais rentabilidade para o negócio, com certeza compensa os valores empregados.

Acompanhamento constante

Em relação à gestão e ao planejamento estratégico, o acompanhamento constante é um dos maiores desafios para muitos donos de empresas.

A verdade é que os gestores precisam estar lado a lado dos colaboradores para que tudo ocorra bem. Até porque, é preciso levar em conta que o mercado tem um ritmo muito mais acelerado nos dias de hoje. Logo, um planejamento feito no início do ano pode precisar ser atualizado apenas três meses depois, para conseguir atender a todas as demandas da empresa.

Como você pode notar neste conteúdo, gestão estratégica e planejamento estratégico são área distintas, mas também complementares, que influenciam diretamente na administração de negócios de todos os tipos e tamanhos. 

Esperamos que nosso artigo tenha ajude a aprimorar a gestão da sua empresa. E se você quiser ver outros conteúdos e materiais que levam a conseguir melhores resultados para o seu negócio, acompanhe as publicações aqui, no blog da Hábil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *