Desenvolvimento Estratégia de mercado Negócios

Como lidar com a concorrência?

Como lidar com a concorrência?

Todo empresário e gestor deve estar sempre atento ao mercado, seja com relação aos clientes, parceiros de negócio e concorrência.

Essa análise constante é o que renova nossos planos, nos faz alinhar estratégias e mudar algumas coisas no meio do caminho para alcançar mais resultados.

Sobre esse último aspecto, algumas estratégias básicas devem ser empregadas. Como falamos em nosso artigo com os desafios dos empresários para 2019, sempre há o que conseguimos prever para nos preparar.

Nesse artigo vamos ensinar como lidar com a concorrência para se manter bem posicionado no mercado e não perder clientes.

Vamos lá?

A concorrência existe e é importante sempre estar de olho

Um dos pontos fundamentais com relação à concorrência é que ela existe, em qualquer segmento empresarial. Não há como negar a existência da concorrência, fingir que ela não está ali.

Não importa o que você faça e o quão bem você faça, provavelmente em sua região existirá alguma outra empresa em moldes parecidos, ou que oferece os mesmos produtos e serviços, ou com modelo de negócio parecido com o seu.

Porém, ela não deve ser vista como uma inimiga e sim como um referencial. A concorrência pode ser um ótimo parâmetro para o seu desempenho ser melhor, as suas estratégias ser melhores.

Separamos algumas dicas que vão te ajudar a lidar melhor com a concorrência, aproveitando as oportunidades que o mercado oferece.

Conheça seu mercado

Um dos primeiros passos para lidar com a concorrência é estudar bem o mercado em que você se encontra inserido.

Não basta reconhecer que existem concorrentes. É preciso analisar todo o contexto, incluindo fatores como parceiros, quantidade de clientes, demanda etc.

Muitos empresários e gestores negligenciam a análise de mercado e acabam tendo surpresas nada positivas ao longo das atividades.

Isso porque como gestores e donos de empresas, acreditamos já conhecer bem o mercado em que estamos inseridos. Engano!

Sem um estudo sério das variáveis que estão relacionadas a um negócio, acompanhando as mudanças do mercado, segmento, as tecnologias e as mudanças do consumidor também, é fácil perder espaço para a concorrência.

Por isso, antes de ser um especialista na sua concorrência, seja um especialista no seu segmento, do mercado que você está inserido.

Temos certeza que, só de realizar essa análise, muitas oportunidades de estratégias de vendas e captação de clientes surgirão!

Aqui em nosso blog, já ensinamos a você a realizar uma análise de mercado.

Conheça o seu Público (e lembre que ele pode não ser o mesmo que o do concorrente)

Qual é o seu público?

Para conseguir manter um bom posicionamento de mercado é fundamental analisar todas as características dos seus clientes.

Quando conhecemos melhor que é a pessoa (ou as pessoas) que compram o nosso produto, contratam o nosso serviço, fica mais simples conversar com essa pessoa.

Por isso, conheça a fundo seu público. Quem ele é, qual sua idade, seus hobbies, aspirações.

E lembre-se de que o seu público pode não ser o mesmo do seu concorrente. Às vezes, alguns detalhes diferentes aparecem e eles significam ótimas oportunidades de vendas.

É nesse momento em que os diferenciais se mostram relevantes. Talvez você consiga oferecer algo que os outros players do mercado não possuem, simplesmente porque seu público é diferente do deles.

Para conseguir ter insights e definir uma estratégia de mercado para atingir um público ainda não atingido é importante conhecer de perto dos seus clientes.

Nesse momento, as pesquisas de opinião se mostram muito relevantes.

Peça feedbacks e pergunte diretamente aos clientes o que eles querem ou esperam dos produtos e serviços oferecidos. Quando mais você se destacar em meio à multidão de concorrentes, melhor.

Fuja da guerra de preços

Um dos erros comumente cometidos por gestores e empreendedores é entrar na guerra de preços travada pela concorrência. Não é difícil encontrar empresas oferecendo preços muito mais baixos só para conseguir clientes.

Por mais que essa pareça uma boa estratégia, as consequências podem ser terríveis para o negócio.

Além de reduzir a sua lucratividade, você terá aumento de trabalho, uma vez que precisará atender muito mais pessoas para alcançar a meta mensal de rendimento.

Outro prejuízo é que essa “guerra” não tem fim, nem fundamento. Ou seu concorrente não irá baixar os preços e continuará com os clientes (por que ele possui fidelização), ou a situação será esse abaixa-abaixa de preço, até não ter para onde correr!

Ambas as práticas são prejudiciais para a saúde financeira do seu empreendimento. Deixe a batalha de preços para grandes promoções, grandes ofertas, datas que exigem esse posicionamento agressivo.

Mas então, como manter os preços sem estar sempre seguindo a guerra entre a concorrência e continuar atraindo a atenção dos clientes?

Sobre isso vamos falar agora.

Conheça e divulgue os seus diferenciais

Você conhece muito bem seu mercado, seu público. Mas e seu produto ou serviço, você conhece a fundo também?

Para estar sempre um passo à frente da concorrência e poder oferecer aos clientes um preço justo, sem ceder às pressões do mercado, é fundamental conhecer e divulgar os seus diferenciais.

O padrão de compra mudou. Hoje, além do melhor preço, os clientes estão propensos a pagar mais caro por experiências completas, que ofereçam qualidade, bom atendimento, bom relacionamento e outros diferenciais.

Você é referência em algo? Tem algum detalhe do seu negócio que te torna um melhor custo-benefício para seu cliente? Mostre isso para ele.

Você pode usar o ciclo de vida do cliente como forma de começar a testar estratégias para captar e reter mais consumidores.

Além disso, tenha um ótimo plano de vendas para divulgar seus diferenciais.

Ética acima de tudo

E já que estamos falando em concorrência, um dos aspectos mais importantes – e muitas vezes desconsiderado – é a ética.

É importante que as estratégias implementadas no seu negócio estejam ajustadas com as boas práticas de mercado.

Não vale a pena tentar angariar clientes ou alcançar uma melhor posição no mercado passando por cima de outros players, sem nenhuma consideração.

O motivo para ser ético não é puramente individual, moral ou de valor: o seu cliente sabe reconhecer empresas que são éticas e empresas que não são éticas.

Procure crescer sempre, sem rebaixar o nome da sua empresa ou acabar com sua imagem no caminho.

Se você queria saber como lidar com a concorrência, essas dicas certamente vão te ajudar.

São estratégias e práticas que devem ser colocadas em prática de forma conjunta.

Lembre-se de que a concorrência existe, mas você pode se destacar.

trilha-de-conhecimento-gestao

Você pode gostar
Qual a hora certa de empreender?
Qual a hora certa de empreender?
Confecção-como-fazer-sua-loja-decolar
Confecção: como fazer sua loja decolar?

Deixe o seu comentário para

Seu comentário*

Nome*
Website