Empreendedorismo

Como abrir uma MEI

MEI – Micro Empreendedor Individual, são pessoa donas do próprio negócio que ganham no máximo até R$ 60.000,00 por ano. Essas pessoas trabalham por conta própria e podem ter somente um empregado que receba um salário mínimo ou o piso da categoria.

Os MEI se legalizam como pequenos empresário através da Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, onde o trabalhador conhecido como informal passa a ser um MEI legalizado com direito ao registo no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), facilitando a abertura de contas, pedido de empréstimos e emissão de notas fiscais.

Além de que o MEI se enquadra no Simples Nacional ficando isento dos tributos federais (imposto de Renda, PIS, Confins, IPI e CSLL). Pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 45,00 para comércio ou indústria, R$ 49,00 para prestação de serviços ou R$ 50,00 para comércio e serviços, esses valores são destinados a Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS.

Essas contribuições garantem acesso a benefícios como auxilio maternidade, auxilio doença e aposentadoria.

Ser um Micro Empreendedor Individual trás muitas vatangens, para abrir a sua empresa individual siga os passos abaixo.

1- Pesquisa: verifique se a sua atividade se encaixa dentro das permitidas como MEI, acesse a lista de atividades permitidas. Confira também, se a atividade exercida é permitida em seu município. Isso é fundamental mesmo que você exerça sua atividade dentro da sua própria casa.

2 – Cadastramento: preencha o formulário no portal do empreendedor.

3 – Pós-Cadastramento: Ao se cadastrar como Microempreendedor Individual – MEI, o CNPJ e o número de inscrição são gerados imediatamente na Junta Comercial e você não precisará encaminhar qualquer documento.

Feita a inscrição, imprima: Certificado de condição de Microempreendedor Individual, Carnê de Pagamento Mensal, Relatório Mensal de Receitas Brutas (um para cada mês).

4 – Custo após formalização: O MEI deve pagar mensalmente o valor de R$ 36,20 (INSS), mais R$ 5,00 para o Município – prestadores de serviços ou R$ 1,00 ao estado – comercio e indústria. Também podem ser cobrados, taxas estaduais/municipais, mas essas dependem da atividade. Utilize o carnê emitido no portal do empreendedor para pagar até o dia 20 de cada mês.

Feito isso estará legalizado como MEI e agora precisa entregar relatórios mensais das receitas que obteve no mês anterior e anexar neste relatório as notas fiscais de compras de produtos e serviços, junto com as notas fiscais de seus clientes. E ainda precisa todo ano informar o faturamento do ano anterior, a declaração pode ser preenchida pelo empresário ou pelo contador.

Saiba mais: cta-7-passos-para-iniciar-a-gestao-empresarial-560x293

Você pode gostar
Como e onde abrir o seu negócio!
10 dicas de gestão para empreendedores iniciantes

Deixe o seu comentário para

Seu comentário*

Nome*
Website