Sem categoria

Business Intelligence: sua gestão mais eficiente

Business Intelligence: sua gestão mais eficiente

O BI (Business Intelligence) permite que empresas usem seus próprios dados, gerados pelas atividades da empresa, para prever tendências de vendas, analisar e acompanhar os lucros, além de ser uma ótima ferramenta para ajudar a tomar decisões mais assertivas com relação a seus produtos, serviços e investimentos.

Tendo em vista o fato de que o BI é focado na precisão e sucesso do negócio, ele permite que o gestor veja todos os aspectos da empresa em tempo real, permitindo uma gestão muito mais eficiente.

Alguns dos maiores benefícios advindos do BI para uma empresa, se foca na ajuda que ele oferece para:

  • Tomar decisões empresariais com confiabilidade e rapidez;
  • Ajuda no crescimento da empresa;
  • Minimiza a incertezas sobre o futuro da empresa;
  • Ajuda a empresa a ter clientes mais satisfeitos.

Existem 4 questões fundamentais para um gestor fazer quando decide analisar os relatórios entregues através do BI:

  • O que está acontecendo?
  • Por que está acontecendo?
  • Quais são os próximos passos?
    Como podemos fazer ajustes no rumo ou melhorar o que está acontecendo?

Podem parecer perguntas extremamente simples de se fazer, mas elas acabam fazendo toda a diferença e garantem que o gestor realmente entenda o que está acontecendo no empreendimento.

Se as vendas de um produto estão caindo ou subindo, é preciso entender os motivos por trás disso (preço, concorrência, qualidade?) para garantir que o empreendimento siga evoluindo.

As ferramentas de BI estão em constante evolução, e tem um custo benefício inacreditável tendo em conta tudo o que ela entrega e permite.

Implantar BI em uma companhia envolve também uma estratégia clara do que se pretende resolver com isso, qual a perspectiva.

O sucesso nesse segmento está ligado fortemente na criação de estratégias claras, baseadas em metas e objetivos bem estabelecidos pelos diretores da empresa.

A tecnologia é um fator que tem capacidade de melhorar as condições de trabalho de toda a equipe, poupando o tempo de todos e permitindo a tomada de decisões mais assertivas.

Estabeleça prioridades e saiba trabalhar com os dados entregues

Dados são uma ferramenta. E como toda a ferramenta eles não são um fim em si, mas um meio para que você atinja objetivos e metas pré estabelecidos.

Portanto, apenas coletar os mesmos, em pequenas ou grandes quantidades, não é nenhuma garantia de bons resultados, é preciso saber analisar.

Quando estiver analisando os dados entregues pelo BI diversos problemas serão percebidos, e para evitar que você deixe alguma questão de lado, liste tais problemas em ordem de urgência para resolver.

Vale destacar que os dados em questão talvez sejam irrelevantes para resolver o problema que você tem em mente, ou que percebeu anteriormente existir, mas não sabia a amplitude do problema.

Então perceba e procure descobrir quais dados apresentam as informações que você realmente precisa.

Busque profissionais qualificados para criar sua estratégia

BI é uma área relativamente nova no mercado de trabalho, justamente por isso, há muitas pessoas buscando qualificação nesse segmento.

Portanto pode ser que sua companhia não tenha um profissional adequado para desempenhar as funções necessárias para trabalhar com essa ferramenta.

Por essa razão, buscar especialistas no assunto, ou agências que trabalham com isso no mercado, ou até mesmo qualificar internamente alguns dos seus colaboradores para atuarem nesse ramo, é fundamental para ter sucesso.

Caso contrário, sua empresa pode correr o risco de ver um alto investimento em tecnologia ir por água abaixo, pelo simples fato de não haver pessoas com qualificação suficiente para extrair o máximo possível dessas ferramentas.

É claro que naturalmente, em um primeiro momento, essa missão irá recair sobre os gestores ou até mesmo sobre os profissionais que tenham maior facilidade em lidar com números e gráficos (administradores e analistas, por exemplo).

Contudo, é de extrema importância ter uma parte de sua equipe completamente dedicada para lidar com as tarefas referentes ao BI.

A narrativa por trás dos dados

Os números são dados importantes, mas quando são dispostos por si só não têm um poder de convencimento ou de exemplificar tão grande quanto uma narrativa pode trazer.

Portanto, é essencial desenvolver uma narrativa que busque maximizar as informações, mostrando a origem do problema, e percebendo hipóteses levantadas para solucionar os problemas, e pelas ações que devem ser tomadas, até que se alcance o resultado esperado.

Gestores e líderes devem procurar incentivar seus colaboradores a buscarem as verdadeiras conexões entre os números, a fim de encontrar um sentido comum nos dados dispostos nos relatórios.

Um exemplo prático disso; por muitas vezes o fator climático influencia o volume de vendas, como em um dia ensolarado, que contribui para que pessoas de fato queiram sair de casa e ir até o comércio.

Nos relatórios estes dias mostraram um maior volume de vendas, e é importante que o responsável pela avaliação dos dados saiba juntar as informações numéricas, à narrativa do que aconteceu, para saber de forma específica o que realmente aconteceu.

Depois de a tecnologia ser implantada de forma efetiva, chega o momento dos colaboradores colocarem a mão na massa, pois este é o momento em que se percebe quais são os possíveis problemas operacionais acontecendo.

Além do mais, talvez o caminho escolhido previamente não seja o mais adequado para a situação decorrente, neste caso os números vão mostrar que é preciso adotar outra estratégia.

Quando se opta pelo BI, assim como outras áreas que envolvem tecnologia, se aplica também a premissa de “tentativa e erro”, isso porque a única forma de alcançar um método útil para o seu negócio, é colocando tudo em prática.

Monitore e valide suas ações

Se pergunte; Vale a pena seguir adiante por este caminho, ou devo estabelecer outra estratégia?

As respostas virão com o tempo, mas para tanto é preciso se manter atento aos resultados e ações de maneira constante.

Saiba que é normal precisar mudar de direção em algum momento, o importante é seguir fazendo o melhor para alcançar os resultados desejados.

Justamente por isso, é essencial que um acompanhamento bem cuidadoso seja feito, a fim de fazer um diagnóstico do que funciona ou não o mais rápido possível.

Talvez os resultados não estejam ocorrendo conforme o esperado, neste caso é importante que você seja flexível e reveja sua estratégia.

Insistir no erro quando se tem em mãos todos os dados que indicam resultados insatisfatórios, é simplesmente injustificável e fatal para seu negócio.

Portanto, é ideal perceber que um fator sobre o qual a sua empresa não tem controle, como por exemplo o clima, e que pode vir a influenciar no volume de vendas, para mais ou para menos.

Se em dias de sol se vende mais, o problema a ser resolvido é: Como vender mais em dias de chuva?

A partir da análise do histórico e dos dados disponíveis a empresa pode buscar estratégias para compensar essas perdas, e aumentar de forma significativa as vendas.

Uma empresa focada em uma gestão inteligente busca constantemente a melhor performance pois sabe que este é o caminho para ter resultados positivos e vida longa no mercado.

 

Business Intelligence: sua gestão mais eficiente

Você pode gostar
Conheça os desafios para 2019
Conheça os desafios para 2019
O-que-é-o-Ciclo-de-Vida-do-Cliente
O que é o Ciclo de Vida do Cliente?

Deixe o seu comentário para

Seu comentário*

Nome*
Website