Estudos indicam que a falta de planejamento é uma das principais causas do fechamento de empresas no Brasil. Por isso, elaborar um planejamento financeiro empresarial é imprescindível se você pretende ver o seu negócio crescer. 

E para te ajudar nessa tarefa, selecionamos neste novo conteúdo sete dicas para um planejamento financeiro empresarial eficiente. Confira e bons negócios!

O que é planejamento financeiro empresarial

O planejamento financeiro empresarial é uma ferramenta que tem como objetivo prever os resultados financeiros futuros e determinar a melhor maneira de usar os recursos da empresa para que seja possível alcançar suas metas de curto e longo prazo.

O planejamento financeiro empresarial inclui:

  • planejar a quantidade de capital necessária para o funcionamento da empresa
  • determinar e comparar as fontes de financiamento internas e externas
  • determinar as regras para a gestão e a utilização de fundos
  • usar estimativas para identificar riscos e problemas.

Qual a importância de fazer o planejamento financeiro da empresa

Sem capital, é impossível fazer uma empresa funcionar, certo? E para que não falte capital que garanta a expansão contínua do sucesso dos negócios, é fundamental que se faça um planejamento financeiro empresarial cuidadoso. 

Entre os diversos benefícios do planejamento financeiro, vale destacar:

  • estabelecer os objetivos da empresa
  • apontar um gerenciamento sensato do fluxo de caixa
  • colaborar com a alocação inteligente de orçamento
  • reduzir custos
  • reduzir riscos 
  • contribuir para a transparência do negócio. 

7 dicas para fazer planejamento financeiro empresarial

Confira dicas que ajudam a fazer planejamento financeiro empresarial de forma correta e eficiente:

1. Estabeleça metas e objetivos

Analise a situação atual da sua empresa e, com base nela, estabeleça onde quer chegar, ou seja, suas metas e objetivos.

Defina metas globais, como o faturamento que você pretende alcançar no próximo ano, quais os limites de custos e despesas e quais os investimentos que você espera fazer. Mas atenção: estabeleça metas realistas, claras e alcançáveis. 

2. Defina um orçamento

Após estabelecer suas metas e objetivos, avalie quanto de dinheiro você irá precisar e faça seu plano orçamentário, para que seja possível lidar com as receitas e despesas de forma adequada. Tente ser o mais preciso possível, analisando cuidadosamente: 

  • períodos do anos em que sua empresa vende mais
  • quantos novos clientes pretende conseguir
  • previsão de fluxo de caixa
  • previsão de vendas
  • quais investimentos você pretende fazer.

 3. Tenha um plano de ação

Esta é uma etapa muito importante do planejamento financeiro empresarial. Agora que você já sabe onde quer chegar e quanto de dinheiro irá precisar, chegou o momento de estabelecer um plano de ação para que a empresa alcance as metas e objetivos estipulados.

Você deve criar um mapa e um cronograma das ações necessárias para atingir seus objetivos. Deve também dividir as atividades e documentar todas as ações para avaliação futura. E claro, não se esqueça de definir quem será a pessoa responsável por cada ação planejada. 

4. Calcule juros

Este é um dos pontos fundamentais que geralmente passa despercebido no planejamento financeiro empresarial. Mas um bom gestor sabe que precisa ficar de olho nas taxas de juros do mercado, já que elas podem impactar as finanças da empresa nos seguintes aspectos: 

Conheça nosso Sistema de Controle Financeiro
Conheça nosso Sistema de Controle Financeiro

Renegociações de contratos de empréstimo a médio e longo prazo

As flutuações mais expressivas na taxa de juros são momentos ideais para avaliar as condições desses empréstimos. 

Consumo

Quando as instituições financeiras diminuem as taxas de juros, cresce a oferta de novos produtos e serviços, fazendo com que as pessoas voltem a consumir. Porém, com as altas taxas, o consumo cai. 

Crédito

As altas taxas de juros fazem com que  empreendedores passem a ter dificuldades para conseguir crédito junto aos bancos. 

5. Precifique corretamente seus produtos/ serviços

O preço da sua mercadoria ou serviço precisa cobrir todos os valores gastos na fabricação do produto ou execução do serviço, e ainda sobrar uma quantia, que é o seu lucro.

Se a precificação praticada atualmente pela sua empresa não estiver cobrindo os custos de produção ou não estiver trazendo lucro para o negócio, é hora de rever todos os processos utilizados e estudar uma forma de reduzir custos, promovendo mais entradas ou, se necessário, aumentando o preço.

Lembre-se que o preço correto só é estabelecido após análise do custo de produção, expectativa de lucro, pró-labore dos sócios e outras despesas. 

6. Controle o fluxo de caixa

Esta dica nem precisava estar aqui, você já deve saber que é fundamental que se tenha um adequado controle de fluxo de caixa.

Todo o capital que entra e sai da empresa deve ser devidamente registrado. Somente assim, com um controle, é possível medir o retorno sobre o investimento e, se necessário, tomar uma decisão com segurança para reverter qualquer problema eventual .

7. Use um software como o Hábil 10 para te ajudar 

Planejamento financeiro empresarial é coisa séria e o ideal é adotar algum tipo de ferramenta que facilite a gestão de finanças da sua empresa e ajude a manter o lucro e os gastos mensais.

E, quando o assunto é ferramenta para a gestão financeira, nada melhor do que contar com um software online para manter tudo em ordem, tal qual o Hábil 10.

Com ele é possível controlar o setor financeiro, as vendas, o estoque, a emissão de boleto e a emissão das notas fiscais eletrônicas em uma única solução. Assim, você consegue ver com mais facilidade como anda sua empresa e ganha tempo para focar na atividade-fim do seu negócio.

Gostou da ideia? Então, conheça todas as opções de planos do Hábil 10, escolha aquela que mais se adéqua ao seu negócio e torne seu planejamento financeiro empresarial muito mais eficiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *