Como fazer fluxo de caixa no pequeno comércio

Seu comércio sofre com baixa lucratividade? Você não tem controle real das receitas e das despesas do seu estabelecimento? Em alguns meses, mesmo tendo feito boas vendas é difícil até pagar as contas básicas do negócio? A razão desses problemas pode ser você não saber como fazer fluxo de caixa.

Para ajudar a melhorar os resultados do seu comércio, neste artigo nós mostramos tudo o que você precisa saber sobre esse assunto. Continue a leitura!

O que é fluxo de caixa

De maneira simples, podemos dizer que o fluxo de caixa é a ferramenta que controla todas as informações contábeis relacionadas às receitas e às despesas diárias de uma empresa. E quando ele é bem feito é possível controlar com exatidão todas as entradas e saídas de dinheiro do negócio, assim é mais fácil tomar decisões como cortar despesas desnecessárias e fazer mais investimentos em tecnologia, por exemplo.

Para saber mais sobre este tópico, confira nosso artigo O que é fluxo de caixa?

Porque controlar o fluxo de caixa

Saber como fazer fluxo de caixa e realizá-lo de maneira correta traz diversos benefícios para as empresas. Dentre as principais razões para controlar a movimentação do caixa do seu negócio vale destacar:

Fazer melhor gerenciamento dos gastos

Quando você faz a análise do fluxo no caixa é possível perceber onde sua empresa está gastando demais e, a partir dessa identificação, tomar atitudes para a correção desse problema.

Ter melhor controle financeiro do negócio

O fluxo de caixa mostra o quanto seu comércio está gastando e o motivo de cada gasto. E aponta de onde vem cada receita e porque elas são geradas. Assim, garante maior controle financeiro para a empresa. 

Fazer planejamento financeiro 

A análise do fluxo de caixa permite prever uma série de gastos ou de ganhos antes mesmo que eles aconteçam, dando à empresa a possibilidade de evitar prejuízos e crises.

Ter facilidade para tomar decisão

Com total controle do fluxo de caixa fica muito mais fácil tomar decisões importantes para o futuro da empresa. Quando você sabe como anda a saúde financeira do negócio, a contratação de um funcionário, a troca de um fornecedor ou até a compra de um material específico fica mais fácil de ser decidida e planejada. 

Como fazer fluxo de caixa

Existem diversas maneiras de fazer o fluxo de caixa. E para saber o melhor método para o seu negócio é preciso analisar as ferramentas, entender o perfil da sua empresa e comparar as vantagens e desvantagens de cada método.

No entanto, independentemente das ferramentas e das técnicas que você adotar no controle do seu caixa é preciso manter um registro completo de tudo que entra e sai da empresa. Assim, será possível ter dados precisos sobre todas as movimentações e saber qual a real situação financeira da empresa.

6 dicas de como fazer fluxo de caixa no pequeno comércio

Vejamos agora algumas dicas extremamente úteis na hora de fazer fluxo de caixa do seu pequeno comércio:

1. Registre todas as movimentações financeiras

É fundamental ter em mente que absolutamente todas as movimentações financeiras do seu comércio devem ser registradas, independentemente do valor e de ser entrada ou saída de caixa.

Essa é a melhor maneira de descobrir quais são as principais despesas do negócio e, assim implementar mudanças para reduzir os gastos desnecessários. E também de identificar quais são as principais fontes de receita do negócio e, assim, fazer investimentos certos.

2. Categorize as entradas e saídas de dinheiro

Na hora de registrar as movimentações financeiras é importante separar as receitas e despesas em categorias diferentes, identificando os principais tipos de entradas e saídas que seu negócio tem e de onde surgiram.

Tente ser o mais específico possível na categorização de receitas e despesas. Dessa forma, você conseguirá identificar como usou os recursos que entraram e saberá de onde eles saíram.

3. Faça controle diário

Fazer fluxo de caixa deve ser parte da rotina da empresa. Todos os dias, reserve um tempo para cuidar dessa área. Nunca encerre o dia de trabalho sem fechar o caixa e analisar a situação dos próximos dias: contas a pagar e a receber, pagamentos em atraso, clientes inadimplentes etc.

Lembre-se sempre que qualquer falha no fluxo de caixa, por menor que seja, pode prejudicar a saúde financeira do seu negócio.

4. Considere seu planejamento financeiro

Quer fazer um fluxo de caixa impecável? Então leve em consideração o planejamento financeiro do seu comércio e pense no longo prazo. Estipule as despesas e receitas de forma mensal e no final do mês compare o que foi planejado com o fluxo real da empresa.

Fazendo isso, você saberá quais foram os gastos inesperados que surgiram no período e quais são as medidas que precisam ser tomadas para evitar que eles aconteçam novamente.

5. Controle seu estoque

O estoque é área fundamental de um comércio, já que é ele que possibilita a concretização dos negócios e por isso, mantê-lo sobre controle é importantíssimo.

Um bom controle de estoque torna possível calcular antecipadamente os valores da compra dos produtos, compondo um item importante da projeção de fluxo de caixa. Além disso, comprar antecipadamente facilita negociações com fornecedores e melhora a organização dos pagamentos das contas da empresa.

6. Use recursos tecnológicos

Fazer fluxo de caixa de forma adequada fica muito mais fácil com o uso de um sistema de gestão empresarial.

Esses softwares, que automatizam os processos de controle da área financeira, ajudam as empresas a eliminar erros, cortar custos e otimizar seus processos, o que impacta positivamente nos ganhos do negócio.

Você quer melhorar o controle financeiro do seu comércio? Então, conheça nossos sistemas de gestão comercial! O Hábil Empresarial oferece diversos recursos para otimizar a operação do seu negócio e garante controle e segurança para a gestão do seu dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *