Conheça duas estratégias do varejo: MarketPlace In e MarketPlace Out

A pandemia de Covid-19 impactou o mundo de diversas maneiras e, em especial, o varejo online. No Brasil, segundo pesquisas, 24% das pessoas declaram estar fazendo mais compras online e 13% fizeram sua primeira compra pela internet em 2020. Diante disso, se você deseja ver seus negócios crescendo, é hora de conhecer  estratégias do varejo que vão te ajudar nessa empreitada.

E para começar, que tal saber mais sobre duas importantes estratégias de investimento e crescimento dentro dos marketplaces? Confira este nosso novo conteúdo e descubra o que é o  MarketPlace In e MarketPlace Out. Boa leitura e boas vendas!

O que é MarketPlace In

A estratégia de marketplace In ainda não é tão conhecida, mas várias empresas já a adotaram como forma de aumentar suas vendas, principalmente aquelas que  já geram interesse e tráfego digital entre os consumidores finais.

Ela nada mais é do que a empresa abrir seu próprio marketplace e fazer a captação de sellers para que eles vendam em sua loja virtual, sem precisar de grandes investimentos em estoque.

Muitas marcas vêm apostando nessa estratégia para gerar receita adicional, através do comissionamento sobre as vendas, e também aumentar seu mix de produtos e até mesmo trabalhar com categorias diferentes no seu e-commerce.

Quando já se conhece o perfil do cliente que frequenta o seu e-commerce, é possível construir um portfólio de produtos que seja de interesse do consumidor e, com isso, acelerar as vendas. É possível também explorar a fidelidade do seu cliente, que passa a enxergar a sua plataforma de marketplace como um hub de ofertas que atendem às suas necessidades. 

Benefícios de quem escolhe o MarketPlace In 

Entre as vantagens de adotar a estratégia de MarketPlace In podemos citar:

  • Aumento significativo de tráfego no site e maior cobertura de entrega, visto que a logística pode ser vinculada ao próprio seller;
  • Possibilidade de trabalhar com segmentos específicos;
  • Possibilidade de inovar o processo e oferecer modalidades diferentes de compra, integrando o offline com o online;
  • Possibilidade de oferecer produtos e até pacotes de seus serviços combinados com itens vendidos em seu marketplace;
  • Traz variedade ao seu negócio;
  • Aumento da frequência de compra dos seus clientes habituais;
  • Aquisição de novos clientes;
  • Sua implementação não requer um grande investimento em marketing digital.
  • Aumento do faturamento.

O que é MarketPlace Out

Essa é a estratégia mais usada, por ser mais simples e interessante para os varejistas menores, uma vez que eles se incorporaram a um marketplace externo, como Amazon, Magalu e Mercado Libre, com o objetivo de ter uma presença digital. 

As empresas que escolhem esse modelo procuram marketplaces que possuem um grande público e relevância que possibilitam a otimização de suas vendas. Trata-se de uma  plataforma aberta, para que sellers possam anunciar, pagando uma comissão, caso a venda ocorra.

Os grandes marketplaces têm estratégias de marketing muito fortes. Com isso, as marcas que decidem pelo marketplace out, ganham um canal a mais de venda, com novos clientes, e a possibilidade aumentar o faturamento.

Porém, antes de integrar esta estratégia ao seu negócio, é preciso pesquisar sobre o público dos marketplaces nos quais você gostaria de vender. Isso evita a ocorrência de baixas conversões por não atender as necessidades do público daquele determinado canal.

Benefícios de quem escolhe o MarketPlace Out

Entre as vantagens dessa estratégia do varejo podemos citar:

  • Dispensa no investimento em tecnologia, dado que o lojista utiliza a estrutura de outro site;
  • Maior visibilidade, se comparado com um e-commerce;  
  • Tráfego substancial e estável de consumidores;
  • Grandes investimentos com mídia, anúncios e marketing em geral; 
  • Os encargos podem ser uma taxa fixa por item anunciado, uma taxa fixa por item vendido, uma comissão sobre o preço final de um item vendido ou uma combinação de todos.
  • Alguns marketplaces oferecem serviços em troca desta comissão, como a coordenação logística de armazenamento e entrega;
  • O custo pago às plataformas também pode ser menor que o de manter uma operação própria, dependendo do tamanho da empresa varejista.

Quando mesclar as duas estratégias

As duas estratégias do varejo são muito interessantes, e qual delas adotar vai depender do seu negócio. 

Por fim, é preciso destacar que esses dois modelos podem trabalhar juntos em prol do seu negócio se o seu objetivo é estar presente no mundo digital para conquistar novos consumidores que estão sempre em busca de praticidade na hora de adquirir  produtos e serviços. 
Gostou deste conteúdo? Quer saber mais sobre este e outros assuntos relacionados? Visite o site da Hábil e experimente o Hábil 10, software de gestão para empresas, por 5 dias grátis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.