Como cortar custos sem demitir funcionários

Cortar custos na empresa é sempre um assunto delicado e difícil para qualquer dono ou gestor, ainda mais quando a necessidade de diminuir gastos leva a considerar a demissão de funcionários. 

É verdade que em alguns cenários é realmente impossível ajustar as contas da empresa sem a dispensa de profissionais. Mas na maioria das situações é possível sim colocar as finanças em dia sem ter de diminuir a equipe. Quer saber como? Então, continue a leitura.

Relação crise financeira X demissão de funcionários 

Como a folha de pagamento tem grande peso nas finanças da maioria dos negócios, não tem como fugir, sempre que começa uma crise econômica no país ou a empresa passa por um aperto financeiro e precisa cortar custos, surge o tema “demissão”. 

Diminuir o quadro de funcionários quase sempre parece a saída mais lógica quando é preciso apertar os cintos, afinal salários e outros encargos trabalhistas realmente têm grande impacto nas contas das empresas. Mas a verdade é que nem sempre demitir é a melhor ou a única opção. E é preciso considerar que perder bons funcionários pode, ao invés de ajudar a levantar o negócio, piorar a situação e trazer mais gastos e prejuízos. 

Quando demitir não é a melhor opção

Como dissemos no tópico anterior, demitir nem sempre é a melhor opção na tentativa de cortar custos. E existem outras maneiras de reduzir gastos e melhorar o desempenho da empresa. 

Em meio a uma crise econômica ou financeira, antes de começar a dispensar funcionários é fundamental que os donos e gestores analisem toda a operação e os dados do negócio, e identifiquem gargalos que podem estar gerando custos extras e desperdícios. 

Além disso, antes de decidir pela diminuição do quadro de funcionários é fundamental entender se as demissões não podem acabar gerando perda de produtividade e de eficiência. O que, em médio e longo prazo, em lugar de trazer economia, aumenta os gastos do negócio. 

É importante considerar também que abrir mão de funcionários bem qualificados e comprometidos nunca deve ser a primeira opção em meio a dificuldades financeiras. Acredite, manter esse tipo de funcionário é um investimento e não um custo para a empresa. 

Quando, de fato, é preciso demitir

A verdade é que a demissão só é a melhor opção quando o funcionário afeta negativamente a empresa: profissionais tóxicos, que contaminam o ambiente de trabalho e prejudicam o desempenho da equipe devem ser desligados o mais rápido possível. Do contrário eles acabam impactando nos resultados do negócio e trazendo prejuízos.

Por problemas financeiros, só mexa na sua equipe quando realmente já tiver tentado de tudo e realmente não for mais possível manter seu quadro completo. 

7 dicas para cortar custos sem fazer demissões

A seguir nós compartilhamos com você algumas dicas que ajudam a cortar custos sem ter de dispensar funcionários: 

1. Reveja planos de telefonia e internet

Telefonia e internet são recursos importantes para a boa operação das empresas. Mas é preciso estar sempre atento aos gastos que eles geram.

Além de sempre conferir as faturas para garantir que não há erros de cobrança por parte das operadoras, vale estar de olho no lançamento de novos planos, que podem oferecer maiores vantagens e economia para o negócio.

2. Mapeie os processos da empresa

O mapeamento de processos pode auxiliar no controle e na otimização de toda a operação da empresa. Identificar gargalos é a melhor maneira de aperfeiçoar o modo como seu negócio funciona.

Para mapear os processos é necessário:

  • definir quais processos serão mapeados
  • montar um mapa para cada processo
  • identificar a validade do mapeamento
  • modelar o processo em etapas específicas
  • monitorar o processo e seus resultados
  • automatizar os processos.

3. Faça marketing de baixo custo

A expansão do uso da internet tornou possível adotar estratégias de marketing que custam barato e trazem ótimos resultados para as empresas. 

Ter um blog e manter páginas da empresa nas redes sociais são ações de marketing super acessíveis mas que podem ter um impacto muito positivo nos resultados do negócio.

Vale lembrar que o marketing deve ser entendido como um investimento e não como um custo, afinal é pelas estratégias dessa área que se pode atrair mais clientes e melhorar as vendas. 

4. Controle o fluxo de caixa

Controlar o fluxo de caixa é fundamental para manter a saúde financeira do negócio e evitar que sua empresa fique no vermelho. 

Estar atento ao fluxo de caixa ajuda a identificar os períodos de maior e menor arrecadação da empresa. E também os momentos em que ela mais gasta. Isso permite fazer um bom planejamento e não ser pego de surpresa e sem nenhuma reserva de emergência em situações de crises sazonais.

5. Avalie seus fornecedores

Além de entregar matéria-prima ou mercadorias de qualidade, é fundamental que seus fornecedores ofereçam bons preços e condições de pagamento que atendam às suas necessidades. Quando precisar cortar custos, vale analisar as empresas das quais você compra, e caso elas não lhe deem essas vantagens, pode ser hora de trocar de fornecedores. 

6. Considere a terceirização

A contratação de mão de obra terceirizada é uma ótima opção para empresas que não querem abrir mão de profissionais qualificados, mas precisam diminuir gastos. Ao optar pela terceirização, sua empresa se livra de custear os encargos trabalhistas, que são responsabilidade da empresa de terceirização. 

Além disso, terceirizar a contratação de profissionais também facilita os processos de recrutamento e de recolocação de mão de obra, o que garante que sua empresa não perca negócios ou produtividade por estar com a equipe incompleta. 

7. Use um software de gestão empresarial

As medidas que estamos compartilhando com você impedem que você tenha de demitir funcionários para cortar custos. Isso porque, quando colocadas em prática, elas geram grande economia, o que ajuda a melhorar os resultados e aumentar os lucros da empresa.

Outra solução extremamente vantajosa com esse mesmo objetivo é a implementação de um software de gestão. Capazes de automatizar processos e reduzir erros, os sistemas de gestão otimizam a administração do seu negócio, reduzindo prejuízos e ajudando você a poupar recursos.

Esperamos que as dicas deste texto ajudem você a cortar custos sem precisar demitir. Para ver outros conteúdos úteis para a boa administração da sua empresa, acompanhe as publicações aqui, no blog da Hábil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *